Na Universidade | A lembrança do silêncio: mística, filosofia e psicanálise

A lembrança do silêncio: mística, filosofia e psicanálise

Dissertação de mestrado – PUC-Rio, 1999, 176f

Autor(a): Sonia Nassim

Orientador(a): Sérgio L. de C. Fernandes

Resumo: O propósito desta dissertação é desenvolver a idéia de que uma certa concepção da experiência mística está na origem, tanto da Filosofia, quanto da Psicanálise, pelo menos no sentido de que a Mística exige que se considere um ponto Originário, para o qual Filosofia e Psicanálise convergem diluindo suas fronteiras. Este ponto único e neutro, que é por excelência explicitado pela Mística, está, também, na base de toda criação. No encontro com o “silêncio do Originário”, a Filosofia reage com espanto e perplexidade, inaugurando, assim, o movimento do pensar. Já na Psicanálise, a experiência mística surge enquanto efeito da radical dissimetria entre vida e morte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: