Crônica | De dia

Um bom dia sem atrás, sem sol de fundo.

Bom dia pra aparecer e sumir.

Bom dia de dia, calor, corrida, eu exposta ou encolhida.

Bom dia espalmado de oi e oi.

Bom dia sem brilho exagerado, mas um desses, de dia.

Sem beleza que retumba, sem lágrimas nem pão.

Bom dia de te vejo depois, algum dia.

Alice C.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: